Roubo de Carros

SP tem 237 carros roubados por dia

Plantão | Publicada em 25/03/2007 às 16h25m
Cristina Christiano, Rodrigo Ferreira, Diário de S. PauloO Globo

SÃO PAULO - A cada 60 minutos são roubados na capital paulista 9,8 carros. Isso significa que a cada dia pelo menos 237 veículos vão parar nas mãos de bandidos. Os números são da secretaria estadual de Segurança Pública e se referem ao ano de 2006. Embora os dados assustem, a situação já foi pior. Em 2000, os bandidos levaram 235.036 veículos em todo o estado contra os 176.532 do ano passado. A queda chega a 31,41%. O índice de recuperação natural (feita pela polícia) gira em torno de 40%.

Os assaltos ocorrem principalmente em áreas nobres, como os bairros do Morumbi, Pinheiros, Perdizes, Vila Madalena, Vila Olímpia, Sumaré, entre outros. Na região dos Jardins, os alvos são autos de luxo, importados, picapes e motos. Já os furtos são geralmente praticados por menores, quando se trata de quadrilha organizada, ou bandidos menos ousados. No caso de veículos mais antigos, os roubos e furtos ocorrem na zona leste, onde se concentram grande parte dos desmanches clandestinos.

Valdinei Gomes de Miranda, especialista em segurança, explica que, no caso do furto, os ladrões agem preferencialmente em regiões de bares, restaurantes ou hospitais, onde sabem que a vítima vai demorar tempo suficiente para que escondam o veículo.

Outra novidade nas estatísticas do roubos de carros é que 80% dos veículos roubados e furtados em São Paulo permanecem no estado.

- Antigamente, dizia-se que os veículos iam para o Paraguai. Mas, hoje, o destino são os desmanches, a adulteração para revenda ou a fraude contra seguros - diz o diretor do Departamento de Investigações contra o Crime Organizado (Deic), Youssef Abou Chahin.

O diretor do Deic, explica que quando há rastreador, os ladrões costumam deixar o veículo em estacionamentos por uns dois dias até ver se aparece alguém para pegá-lo.

De acordo com Robson Tricarico, gerente de marketing da Graber Sistema de Rastreamento, o Uno e o Gol, entre os carros populares, são os mais visados pelos ladrões.

- Eles têm alto valor comercial, como acontece também com picapes e utilitários, devido ao giro rápido de capital - diz.

O especialista em segurança Valdinei Gomes de Miranda afirma que roubo de picapes e utilitários a diesel, tipo Land Rover e Mitsubishi L-200, tem crescido porque as quadrilhas estão usando o motor na fabricação de ultraleves para o tráfico de drogas.

Segundo Tricarico, modelos cross ou adventure estão servindo para alimentar o mercado clandestino de auto peças por causa do alto preço nas concessionárias.

Para os desmanches também são levados veículos antigos, cujas peças se encontram fora de linha. Já os nacionais de luxo e os importados são revendidos fora do estado.

O publicitário Airton Carmignani, de 28 anos, teve 3 carros roubados em menos de seis anos. Todos eram modelo Gol. O último, em 2006, ocorreu há menos de 30 metros de um posto da Polícia Militar, na região do Ibirapuera, na zona sul. Ele pegou o dinheiro pago pela seguradora e aplicou em um banco. Com os rendimentos, passou a andar de ônibus e táxi.

Depois de um ano da experiência, não agüentou e comprou outro carro. Dessa vez, um jipe Land Rover.

- Gol nunca mais. Esse, pelo menos, tem menos mercado - acredita.

Nas três vezes em que teve o carro furtado, o publicitário fez um boletim de ocorrência pela internet, mas em nenhum dos casos teve respostas sobre a investigação ou se os seus carros foram localizados.

A MELHOR COTAÇÃO DO MERCADO.



  by Multisites
Achei
Corretora de Seguros
Av. Ragueb Chohfi, 2.947 - Jd. São Gonçalo - São Paulo/SP - CEP: 08375-000
Telefones : (11) 2736-7923 / 2734-5988
E-mail: contato@acheiseguros.com.br